Como investir em um Startup
Novos Negócios

Como investir em uma startup

Falar sobre startup hoje em dia é fácil, já que todo mundo sabe o que é, certo?

Errado! Então, vamos partir do zero e definir o que é uma startup do ponto de vista tanto do empreendedor, quanto do investidor.

O empreendedor:

Normalmente ninguém começa uma startup sozinho, é preciso ao menos uma dupla ou um trio para tirar a ideia do papel. O objetivo primordial de qualquer empreendedor é que o negócio gere renda, e para isso, é preciso que que a startup esteja em pleno funcionamento e não apenas em uma planilha.

O investidor:

Nesse caso é muito possível ser apenas uma pessoa, porém, não é uma regra. Contudo, para investidores, uma ideia só é considerada uma startup se for um tipo de negócio repetível e escalável, possibilitando um retorno financeiro muito maior, ainda que via de regra, as startups trabalhem sempre em condições incertas e sem a possibilidade de qualquer garantia de sucesso.

Torne-se um empreendedor de sucesso!

Cadastre o seu e-mail em nossa lista e receba as novidades primeiro!

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Fique tranquilo, o seu e-mail estará seguro conosco. Você poderá se retirar da lista a qualquer momento.

Agora que realmente entendemos o que é uma startup, dos diferentes pontos de vista, vamos falar do ponto central. Como saber se determinado negócio é ou não promissor para se investir.

Primeiros passos

  1. Avaliar o mercado em que a startup está inserido e o potencial financeiro que ele tem
  2. Analisar a estrutura administrativa
  3. Ver a startup em funcionamento

Como ela vai funcionar sem investimento? Apenas uma sigla: MVP.

Após os passos mencionados, é importante realizar uma pesquisa de mercado. Dessa forma será possível verificar se o público que espera atingir é o mesmo que vai comprar seu produto.

Entendendo o MVP

Minimum Viable Product – essa ferramenta é o que vai permitir que você avalie as reais condições de uma startup para investimento e, possivelmente, sucesso. O MVP (Produto Mínimo Viável, em português) é uma versão resumida do produto final, em que ele pode ser colocado no ar de forma rápida e estar pronto para testes, com fins de aprimoramento técnico e conceitual.

A partir do MVP, o investidor passa a ter uma visão mais ampla e real do produto final, e assim, ter melhores possibilidades de avaliação e mudanças antes do negócio final ser lançado no mercado. Se você ainda está com dificuldades para entender a importância do MVP, pense que empresas como Facebook, Apple e Dropbox passaram por ele antes de se tornarem o que são hoje.

Sendo assim, o MVP é fundamental, em primeiro lugar, para o empreendedor, já que é a partir dele, que o negócio final poderá existir. Já para o investidor, é a possibilidade de ouro de ter a percepção sobre a real capacidade da startup e decidir se investe ou não em determinado produto. Quanto mais informações e planejamento, menor é a chance de fracasso.

Tipos de investidor

  • Investidor – basicamente qualquer pessoa física ou jurídica pode ser um investidor e não precisa ter qualquer tipo de vínculo ao mercado em que a startup está inserida. Porém, essa modalidade geralmente envolve uma parcela maior na sociedade e no envolvimento administrativo da empresa.

  • Investidor anjo – podemos dizer que é ele quem dará o pontapé inicial no negócio. Além do auxílio – geralmente – financeiro, o anjo contribui para a organização e direcionamento da empresa. Por isso, ele normalmente é um empresário/empresa experiente a age como tutor do grupo iniciante.

Podemos dizer que a grande diferença entre esses dois tipos de investidores é o objetivo deles com a startup. Enquanto o investidor anjo visa auxiliar, organizar e impulsionar o negócio, sem grandes pressões e expectativas a curto prazo, o investidor foca exclusivamente em lucro.

Agora que você já sabe tudo isso, basta decidir onde investir e que tipo de investidor você quer ser!

Saiba mais

O que é uma Startup?
MVP
O que é um MVP e por que ele é util para sua Startup?
O Brasil precisa de mais anjos

Vinícius Gregório

Vinícius Gregório

Redator nas horas vagas, empreendedor na área de consultoria de negócios e sistemas de gestão empresarial, acredita que toda empresa pode ser aprimorada através da inovação e melhoria contínua dos processos.