Planejamento Estratégico: Por que ter um? - ApoioEmpresário
Dicas úteis

Planejamento Estratégico: Por que ter um?

Toda empresa, inclusive aquelas que atuam no segmento de serviços, deve ter o seu próprio planejamento estratégico que, como o próprio nome sugere, é o modelo de projeto organizado e direcionado para se alcançar determinado objetivo.

Também conhecido como pensamento estratégico, o planejamento é um processo essencial contínuo que todo empreendimento deve realizar para elaborar as suas estratégias de ação para pequeno, médio e longo prazo.

De acordo Marcelo Públio, autor do livro “Como planejar e executar uma campanha de Propaganda” (2008) existe cinco importantes atividades no planejamento estratégico, a saber: Definição da missão da empresa, análise da situação, Formulação de objetivos e estratégias, e implementação, controle e feed back.

Resumindo, é o processo que visa analisar um empreendimento sob diversos ângulos.

No artigo a seguir, você aprenderá a elaborar o seu próprio planejamento estratégico com eficácia. Leia com bastante atenção a lista com os pontos essenciais que são necessários na elaboração do seu projeto.

1. Coloque no papel todos os detalhes

Nem sempre o empreendedor, por mais experiente que possa ser, consegue escrever facilmente o projeto; isso sem contar a possibilidade de se esquecer de alguma informação ou dado importante que deveria constar.

Nessas situações o mais recomendável é elaborar uma espécie de rascunho onde se colocará todas as informações essenciais. Para facilitar o processo, pense em tudo que deseja para a sua empresa, assim como os objetivos e demais realizações, ou seja, é muito importante saber o que se quer, para que possa criar o seu planejamento de forma objetiva e eficaz.

2. Analise a sua empresa

É imprescindível que todo empreendedor conheça profundamente a sua empresa. Mas como se faz isso? Basicamente deve saber reconhecer todos os pontos fortes, como também os pontos fracos da corporação e uma das formas mais fáceis de obter todas essas respostas é compara-la com os seus principais concorrentes.

Torne-se um empreendedor de sucesso!

Cadastre o seu e-mail em nossa lista e receba as novidades primeiro!

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Fique tranquilo, o seu e-mail estará seguro conosco. Você poderá se retirar da lista a qualquer momento.

Observe como determinadas ações são realizadas, formas de atendimento, tipos de serviços, parcelamentos, bônus e promoções, ou seja, o que chama atenção e os fazem ocuparem determinadas posições no mercado. Após a realização desta etapa, defina a missão, valores e visão da sua empresa, os quais devem estar perfeitamente alinhados aos seus objetivos.

3. Conheça o seu público alvo

Pode-se dizer que na economia existe um tripé ou triângulo, cujas pontas se comunicam a todo instante, pois são compostas de três elementos importantes que são: empresa, mercado e público. E como se observa não há como desassociá-los porque estão intimamente interligados.

Assim sendo, é vital que você conheça e reconheça o seu público alvo, aquele que potencialmente precisa e compra o seu produto ou serviço. Para esboçar o perfil dos seus clientes verifique algumas informações básicas como: Sexo, faixa etária, situação econômica, região ou regiões em que moram, e seus gostos e preferências.

4. Analise o mercado

Neste ponto você deverá pensar como a sua empresa se comporta no mercado e como poderá exercer sua influência. Pode-se dizer que é a continuidade do item anterior. Analisar e compreender o mercado é observa-lo por meio da perspectiva de tempo, ou seja, presente, passado e futuro.

Algumas questões relevantes a serem feitas são as seguintes: Como o mercado se estabeleceu e quais foram os fatores cruciais que fizeram com que sua empresa nascesse? Quais são as necessidades mais urgentes? Que projeções poderão ser feitas para o setor no futuro?

5. Defina a missão

Após a realização da etapa anterior e de posse de todas as respostas agora é o momento de definir a chamada missão de uma empresa que nada mais é do que os propósitos existentes para que ela tenha nascido e permanecesse no mercado até este momento.

Desta forma, a questão a ser respondida aqui é a seguinte: Qual ou quais foram os motivos que te levaram a abrir a sua empresa? Note que a resposta dada (a sua missão) é a identidade do seu empreendimento e que dificilmente se modifica ao longo tempo e a mesma deve ser iniciada com o emprego de um verbo e a sua quantificação como, por exemplo, “Entregar os produtos em até 30 minutos” ou “Reduzir em 20% os custos empregados com o uso de papel”.

6. Defina a visão

Outro item que caminha junto com o anterior. Como o nome já indica é a forma como a sua empresa observa o mercado e quais são os passos que realiza para se chegar a um determinado objetivo. Esta visão pode ser facilmente alterada, pois está condicionada ao momento em que vivencia no mercado.

Por exemplo, a visão da “Ultragaz” é a de se tornar a referência mundial de GLP (Como se encontra no site da corporação).

7. Defina os valores

Alguns empreendedores costumam empregar o termo “princípios” que é também válido. Dizem respeito aos critérios, atitudes, comportamentos e decisões que são preservadas, enaltecidas e respeitadas por todos aqueles que compõem a empresa.

Se, por exemplo, o seu empreendimento presta serviço de transporte de objetos ou pessoas um dos valores que estão presentes em seu plano estratégico é o de oferecer a segurança, conforto e agilidade para que o cliente seja atendido de forma satisfatória. É o caso da “Gol linhas aéreas” que define a segurança como a orientação de todas as ações tomadas.

8. Crie Cronogramas de Execução

Os cronogramas podem ser considerados como instrumentos de organização para a execução de determinadas ações do seu planejamento estratégico, além de auxilia-lo a verificar a evolução com que os mesmos são realizados.

Além do mais, os cronogramas permitem a flexibilização de um processo e oferece o panorama dinâmico das várias etapas.

9. Avalie os resultados encontrados

Com a criação do cronograma fica mais fácil realizar esta ação, uma vez que os principais dados serão coletados rapidamente. Observe com bastante atenção cada resultado positivo e negativo que tenha encontrado durante a realização das ações e verifique em quais pontos será preciso realizar modificações.

Últimas considerações

O planejamento estratégico é uma forma de se posicionar competitivamente no mercado com o intuito de crescer e conquistar mais espaço. E como o próprio mercado é dinâmico é provável que precise mexer no seu planejamento várias vezes, o que é importante ser considerado. Siga as dicas apresentadas neste artigo e se tiver alguma dúvida é só deixar sua mensagem nos comentários abaixo. Boa sorte!

Vinícius Gregório

Vinícius Gregório

Redator nas horas vagas, empreendedor na área de consultoria de negócios e sistemas de gestão empresarial, acredita que toda empresa pode ser aprimorada através da inovação e melhoria contínua dos processos.