Por que você deve identificar os concorrentes? - ApoioEmpresário
Dicas úteis

Por que você deve identificar os concorrentes?

Existem pessoas que nem podem ouvir a palavra concorrentes e suas variações que reagem de forma nervosa, enquanto outras ignoram ou ainda (uma parcela razoável) sorri e demonstra tranquilidade e confiança.

Seja lá qual for a sua reação ou em que nicho do mercado você atua uma coisa é certa: não há como negar a concorrência, a qual exige atenção constante – muito estudo, análise, reflexão e colocação de planos estratégicos em ação.

Neste artigo quero te mostrar que a existência de concorrência é um fator bastante positivo e que você deve observa-lo com outros olhos, ou seja, uma verdadeira visão estratégica para desenvolver os seus projetos e buscar os melhores resultados como fruto de um belo trabalho. Confira a seguir o que se deve fazer para identificar e reconhecer os pontos fortes e fracos dos seus concorrentes.

Tipos de concorrentes

A concorrência entre as empresas não se resume a prática de se fazer algo semelhante, ela tem o poder de mudar a percepção do consumidor quanto à forma, preço e disponibilidade com que produtos e serviços lhe são apresentados.

De acordo com Philip Kotler em sua obra “Administração de Marketing” (edição de 2004) a concorrência é dividida da seguinte forma:

Concorrência de Marcas: Como o próprio nome indica é a percepção de concorrência em que uma empresa sente em relação à outra que oferece semelhantes produtos e serviços aos clientes por preços compatíveis.

Porém este tipo de concorrência é indireto, ou seja, ambos atuam no mesmo campo, mas o nicho é diferente. Como exemplo, pode-se citar uma empresa que presta serviço de vigilância residencial ou predial, mas esta não pode concorrer com empresas que fornecem seguranças particulares.

Torne-se um empreendedor de sucesso!

Cadastre o seu e-mail em nossa lista e receba as novidades primeiro!

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Fique tranquilo, o seu e-mail estará seguro conosco. Você poderá se retirar da lista a qualquer momento.

Concorrência Setorial: Diz respeito à empresa que percebe a concorrência em todas as empresas que produzem o mesmo tipo de produto de forma generalizada. Como exemplo tem-se uma empresa que entrega o almoço na residência ou local de trabalho do cliente e pensa que todas as empresas que atuam com a produção de comida são suas concorrentes, mesmo que alguma seja um restaurante.

Concorrência de Forma: Compreende-se o tipo de concorrência em que uma empresa acredita que todas as empresas que oferecem os mesmos produtos ou serviços são suas concorrentes. Como exemplo, tem-se uma empresa de mototaxi que considera como seus concorrentes os taxis, vans e ônibus.

Concorrência genérica: Diz respeito a uma empresa que acredita que todas as empresas que se dispõem a ganharem o dinheiro exatamente dos mesmos consumidores são os seus concorrentes. Para exemplificar tem-se uma empresa de motos que enxerga concorrência em empresas aéreas, locadoras de veículos e companhias de viagens e turismo corporativo.

Deste modo, é importante que o empreendedor analise calmamente qual é o seu ramo de atuação e quais são as empresas que atuam no mesmo setor para estuda-las e verificar quem são realmente as suas concorrentes diretas e quem faz parte da concorrência indireta.

Um concorrente direto é aquele que oferece produtos e serviços com preços semelhantes ao que você pratica na sua empresa, assim como atua na mesma região em que seu empreendimento está localizado. Já o indireto é aquele que de alguma forma se distancia, seja pelo número de serviços oferecidos, especialidades, extensão de lugares ou regiões em que atende, como também preço e condições de pagamento.

Reconhecendo os pontos fortes e fracos de seus concorrentes

Os seus concorrentes de uma forma ou de outra sempre vão te ajudar, motivar e mostrar o caminho que deve ou não ser seguido. Sem a concorrência fica mais difícil avaliar o que é bom e o que é ruim, assim como o que dá certo e o que dá errado, ou seja, a concorrência é uma espécie de balança que permite “pesar” constantemente os resultados e tomadas de decisões realizadas.

Já ouviu falar de benchmarking?

O termo inglês que significa “aferição” em português é muito empregado por empreendedores de vários nichos. Simplesmente consiste em “pesquisar” o mercado e suas tendências, ou seja, estudar novas estratégias e buscar antecipar o futuro como forma de se sobressair no seu ramo de atuação.

Através de portais como o do SEBRAE e o próprio Google você pode buscar por informações pertinentes ao seu nicho. Lembre-se que o conhecimento é rei!

Use as novas tecnologias

Redes sociais, aplicativos e novas formas de contato com outras pessoas são verdadeiras ferramentas que auxiliam os negócios a deslancharem. Você não sabe o que é um Facebook Ads? Não tem problema. Basta pesquisar e estudar para criar a sua própria fanpage inspirado nas páginas das maiores empresas.

Nesse exemplo, é recomendável criar e alimentar uma fanpage e JAMAIS criar uma conta de usuário para o seu negócio como muitos fazem (este último caso não gera resultado, pois dentre vários fatores ele passa a imagem de amadorismo, enquanto a fanpage possui um caráter mais profissional).

Honestidade é virtude de sucesso!

Em abril de 2016, sites como o UOL noticiaram a viralização de uma empresa de assistência técnica para smartphones chamada de “Rei do iPhone” em São Paulo. Na ocasião, um cliente havia levado o seu iPhone em outra empresa para realizar um conserto, o atendente sem olhar direito disse que só para abrir cobraria R$ 180,00.

O cliente resolveu ouvir uma segunda opinião e assim levou o aparelho até o Rei do iPhone que não cobrou para abrir o celular, viu que havia poeira e a retirou sem cobrar nenhum centavo. Mas pediu somente uma coisa ao cliente: que falasse bem dele com outras pessoas e lhe deu um cartão de visita da loja. O cliente feliz pela honestidade criou um post no Facebook relatando a história e inseriu uma imagem do cartão. Rapidamente a postagem viralizou e o melhor: “O Rei do iPhone” viu seu movimento aumentar praticamente da noite para o dia.

Exemplos como esse demonstram que quando uma empresa está focada em solucionar os problemas dos seus clientes ela passa credibilidade e os conquista naturalmente. E hoje o que mais as pessoas querem é confiar em uma empresa que presta serviço de qualidade com preço justo. E isso faz toda a diferença no mercado.

Últimas considerações

Pesquisar, observar e acompanhar as mudanças no mercado é extremamente importante para que uma empresa ganhe seu espaço e alavanque os seus negócios. Veja a concorrência de forma positiva, ou seja, como um termômetro para os seus projetos e mantenha-se firme nos seus objetivos, que o caminho do sucesso se tornará mais curto.

Antes de ler este artigo o que você pensava sobre a concorrência? Opine nos comentários abaixo.

Fontes

KOTLER, Philip. Administração de Marketing, São Paulo, 10ª Edição, 2004.

http://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2016/04/28/assistencia-tecnica-viraliza-apos-cliente-atestar-honestidade-da-empresa.htm

Vinícius Gregório

Vinícius Gregório

Redator nas horas vagas, empreendedor na área de consultoria de negócios e sistemas de gestão empresarial, acredita que toda empresa pode ser aprimorada através da inovação e melhoria contínua dos processos.