Saiba passar feedback para seus funcionários - ApoioEmpresário
Gestão de Pessoas

Saiba passar feedback para seus funcionários

A palavra feedback é de origem inglesa, mas ganhou o seu espaço “linguístico” no glossário do empreendedorismo brasileiro, cuja tradução é “dar resposta”, “realimentar” algum pedido ou “ter uma reação diante de uma situação”. Entretanto, o termo feedback ganhou um sentido negativo como simplesmente uma “forma de se criticar alguém” ou “responder alguma questão na mesma altura”.

Tendo a ciência de que o mau uso do termo pode gerar problemas de interpretação e compreensão, bem como instabilidade nas relações profissionais, principalmente entre gestores e funcionários decidi dedicar este artigo a este importante assunto com o intuito de desmistifica-lo e apresentar as melhores dicas práticas para que haja uma boa comunicação entre os profissionais, e que os mesmos possam assim se auxiliar mutuamente, para que a empresa se desenvolva e cresça no mercado.

Torne-se um empreendedor de sucesso!

Cadastre o seu e-mail em nossa lista e receba as novidades primeiro!

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Fique tranquilo, o seu e-mail estará seguro conosco. Você poderá se retirar da lista a qualquer momento.

O feedback é uma comunicação (caminho) em mão-dupla

Como toda forma de comunicação é importante que ambos os lados estejam alinhados para que o diálogo flua de forma simples, amigável e aberta. Para passar o feedback aos seus funcionários é recomendável que se mantenha em uma posição confortável e demonstre interesse não somente em falar, mas também em ouvir o seu funcionário, pois assim fica mais fácil acertar alguns detalhes e observar como ele se porta e se sente diante de você.

Converse com o funcionário o quanto antes

É muito importante que o retorno seja dado logo que o fato em questão tenha acontecido, uma vez que os fatos estão vivos na memória e fica mais fácil pontua-los. Quanto mais tempo você deixar passar, menos válido e importante será a resposta.

Seja claro e detalhista

Segundo os escritores Douglas Stone e Scheila Heen autores da obra “Obrigado pelo Feedback: A ciência e a arte de receber bem o retorno de chefes, colegas, familiares e amigos”, na hora em que se resolve dar o feedback nota-se que a pessoa que irá recebê-lo nem sempre o aceita bem, da mesma forma quando os papeis são invertidos, ou seja, quando somos nós que recebemos temos a oportunidade de observar que o emissor não transmite a mensagem de forma apropriada.

É por isso que é muito importante que o emissor (gestor) diga com clareza o assunto e o detalhe, para que não haja dúvidas ou más interpretações.

Elogie o seu colaborador

Existem situações que o funcionário-colaborador é um bom profissional, mas que por uma questão de azar acabou cometendo uma falha que precisa ser consertada o quanto antes para que não gere maiores problemas. Quando isso acontece é importante que o gestor seja cuidadoso no uso das palavras e aponte qual foi à falha e suas consequências, assim como diga que deveria ser feito de forma correta.

Lembre-se de tecer elogios sinceros ao trabalho que o seu colaborador realiza, pois senão ele poderá pensar que é um verdadeiro goleiro na empresa, ou seja, quando acerta não recebe nenhuma forma de reconhecimento, mas quando erra logo é lembrado pelos seus superiores.

Trabalhe os pontos fracos do seu colaborador

O feedback deve ser visto como uma ferramenta que auxilia no crescimento e desenvolvimento de um profissional, e por isso é importante que os pontos fracos do colaborador possam ser apontados e analisados.

Como este é um momento mais delicado é recomendável que o gestor mostre quais são essas falhas e como elas podem ser melhoradas, assim como se dispor a auxilia-lo a superar essas dificuldades que possam comprometer o seu trabalho.

Jamais aponte as falhas como algo extremamente negativo, mas apenas como elementos que podem fazer com que o colaborador alcance significativo crescimento que será importante para a sua própria carreira.

Não exponha o seu funcionário diante de colegas de trabalho

Se existe algo por demais negativo é chamar a atenção de um funcionário diante de outras pessoas, pois tal ato só atinge um único objetivo: constrangimento. Para não provocar o sentimento de humilhação utilize a máxima que ganhou grande popularidade nos círculos da Psicologia e Coaching que é “Elogie (funcionário) em público e o corrija em particular; tendo em vista que um sábio orienta sem ofender, da mesma forma que ensina sem humilhar”.

Desta forma, se precisar conversar com o seu funcionário chame-o em particular e converse calmamente sobre as questões importantes. E por que se deve elogiar em público? Esta é uma forma de demonstrar reconhecimento por uma ação realizada de forma satisfatória e que tem o intuito de incentivar os demais funcionários a darem sempre o seu melhor.

Estimule o funcionário a falar e refletir

O momento do feedback deve ser considerado como a oportunidade em que gestor e funcionário podem conversar sobre os assuntos importantes da empresa e se conhecerem melhor.

Quando você está na posição de passar um retorno deve realizar de forma tranquila e sincera para que o seu funcionário compreenda e se sinta a vontade para responder qualquer pergunta. Estimule-o a falar sobre a sua visão da empresa e o motivo do assunto debatido, e ao final convide-o a refletir sobre a conversa oferecendo a oportunidade para que se depois ele tiver alguma ideia, que possa te procurar para falar a respeito.

Seja discreto quanto a nome de pessoas

A mensagem é mais importante que o emissor. Desta forma, evite citar o nome de outras pessoas para não gerar um ambiente tenso que acaba prejudicando o rendimento da equipe. Foque sempre no problema e assim evitará o famoso e desnecessário “quem disse o quê e para quem”.

Coloque-se no lugar do outro

De acordo como os escritores Douglas Stone e Scheila Heen o “protagonista do feedback é quem o recebe”, ou seja, tudo parte e retorna a ele. O segredo do sucesso para a realização de um feedback eficiente é imaginar como seria esse momento se fosse você quem recebesse a mensagem, como gostaria que a mesma fosse realizada e como o gestor poderia se portar de forma que você não se sentisse acanhado ou nervoso.

Últimas considerações

Como você mesmo percebeu neste artigo, o feedback não deve ser considerado como algo ruim, mas sim como um verdadeiro incentivo que impulsione os seus funcionários a crescerem na empresa.

Para melhor ilustração tenha em mente que a avaliação de desempenho não pode ser o conflito entre gestor e funcionário, mas sim o elemento essencial para que se obtenha a eliminação do conflito do ambiente corporativo.

Referência

HEEN, Scheila e STONE, Douglas. Obrigado pelo feedback: A ciência e a arte de receber bem o retorno de chefes, colegas, familiares e amigos. Editora Schwarcz. 2016

Vinícius Gregório

Vinícius Gregório

Redator nas horas vagas, empreendedor na área de consultoria de negócios e sistemas de gestão empresarial, acredita que toda empresa pode ser aprimorada através da inovação e melhoria contínua dos processos.